sábado, 29 de novembro de 2014

Marido morde orelha da companheira, arranca pedaço e come em Itabela

Um homem identificado como Genilson de Jesus Rocha, vulgo “Darcão”, de 35 anos, foi preso por policiais militares no município de Itabela após arrancar um pedaço da orelha da companheira com uma mordida, mastigar e engolir em seguida, no início desta semana. De acordo com matéria publicada pelo site Teixeira News, o agressor tentou matar a mulher identificada como Eliana Guaresma de Jesus, de 24 anos e ainda apedrejou a casa da mesma com uma foice na mão.

O fato ocorrido no início desta semana divulgado pela imprensa local nesta sexta-feira (28). Segundo a publicação, quando chegou no local, a guarnição  da PMse deparou com o casal, que já possui passagens da polícia por desordens.
 
Os militares tiveram que usar a força para levar o acusado preso. A mulher foi conduzida por populares ao hospital, pois teve metade da sua orelha arrancada pelo companheiro. O agressor foi encaminhado a Delegacia da Polícia da cidade, onde ele foi autuado em flagrante baseado na Lei Maria da Penha.

Para não ser preso, presidente de Câmara de Vereadores em MS pula muro de casa e foge de pijama



O presidente da Câmara de Vereadores de Ribas do Rio Pardo (MS), Adalberto Alexandre Domingues (PRTB), fugiu de pijama, na manhã desta quarta-feira (26), para não ser preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), do Ministério Público de Campo Grande. Ao ficar sabendo que o Gaeco estava na cidade para cumprir mandado de prisão, ele se apressou e sem tirar asroupas de dormir pulou o muro da casa, entrou no quintal do vizinho e escapou de ser preso. O ato surpreendeu os moradores da cidade, que fica a 92 km de Campo Grande.
Equipes do Gaeco, coordenadas pelo promotor de Justiça Marcos Vera de Oliveira, saíram cedo para cumprir os mandados de prisão preventiva do presidente e do contador da Câmara Municipal. O contador foi preso em Campo Grande, onde mora. Os dois também foram alvos da Operação Viajantes, deflagrada pelo Gaeco no início do mês, em que foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, sendo 13 em Ribas do Rio Pardo e um em Campo Grande, no escritório do contador.
A Operação foi resultado de 10 meses de investigações de irregularidades no pagamento de diárias pela Câmara Municipal. A partir de denúncias, o Gaeco passou a apurar o caso e descobriu que dos 11 vereadores da cidade, oito recebiam diárias sem terem viajado. Em alguns meses, os pagamentos chegaram a R$ 8 mil, quase o dobro do salário dos vereadores, que é de R$ 4.500. Para justificar os pagamentos, os parlamentares “inventavam” viagens. Numa das situações, eles receberam diárias para viagem para o Paraná, onde teriam ido fazer um curso.
Mas o Ministério Público descobriu que a viagem nunca ocorreu e para justificar as diárias, os vereadores receberam de uma empresa que realiza cursos, a lista de presença em branco, para que fossem preenchidas.

Envolvidos

Todos os oito vereadores envolvidos no esquema foram afastados pela Justiça e na terça-feira foram empossados os suplentes. Na última segunda-feira, o juiz substituto de Ribas do Rio Pardo, Evandro Endo, suspendeu todos os contratos da Câmara de Vereadores e determinou o sequestro de duas propriedades de Adalberto Alexandre Domingues. Ribas do Rio Pardo tem cerca de 21 mil moradores, com renda per capita de R$ 490, de acordo com dados do IBGE.

www.chorrochoonline.com

(fonte/foto: Agência O Globo)

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Jovens invadem cemitério para dançar em cima de túmulos em Monte Santo



JOVENS INVADEM CEMITÉRIO PARA DANÇAR EM CIMA DE TÚMULOS EM MONTE SANTO-BA

28/11/2014 10:11

Jovens

Na noite da última terça-feira (25), os jovens resolveram invadir o cemitério Municipal da cidade de Monte Santo, localizada a 373 km de Salvador, para cumprir um suposto ”desafio” de dançar em cima dos túmulos.
Ao som de”Agacha, empina, relaxa e senta”, o grupo demonstrou que não sentiu medo ou pudor ao registrar a situação pra lá de macabra em um vídeo de 3 minutos. As imagens foram divulgadas nas redes sociais dos próprios jovens, alcançado mais de 100 curtidas e dividindo opiniões.
De acordo com o site local, Monte Santo Net, ainda não se sabe o que teria motivado a invasão do cemitério, mas a ação foi planejada com três dias de antecedência, sendo compartilhada inclusive no perfil de uma das garotas. A situação causou revolta nos moradores da cidade.
Nenhuma autoridade local se pronunciou sobre o fato até o momento.

Jovens invadem cemitério para dançar em cima de túmulos em Monte Santo



JOVENS INVADEM CEMITÉRIO PARA DANÇAR EM CIMA DE TÚMULOS EM MONTE SANTO-BA

28/11/2014 10:11

Jovens

Na noite da última terça-feira (25), os jovens resolveram invadir o cemitério Municipal da cidade de Monte Santo, localizada a 373 km de Salvador, para cumprir um suposto ”desafio” de dançar em cima dos túmulos.
Ao som de”Agacha, empina, relaxa e senta”, o grupo demonstrou que não sentiu medo ou pudor ao registrar a situação pra lá de macabra em um vídeo de 3 minutos. As imagens foram divulgadas nas redes sociais dos próprios jovens, alcançado mais de 100 curtidas e dividindo opiniões.
De acordo com o site local, Monte Santo Net, ainda não se sabe o que teria motivado a invasão do cemitério, mas a ação foi planejada com três dias de antecedência, sendo compartilhada inclusive no perfil de uma das garotas. A situação causou revolta nos moradores da cidade.
Nenhuma autoridade local se pronunciou sobre o fato até o momento.

EMPRESÁRIO ROBERTO SOM MORRE NA MADRUGADA DESTA SEXTA-FEIRA (28)



O empresário itiubense Roberto Som, morreu na madruga desta desta sexta-feira (28) em Salvador. De acordo com as primeiras informações, Roberto Som faleceu durante um procedimento cirúrgico.
Aparentemente bem de saúde, poucas pessoas de Itiúba sabiam dos problemas enfrentado pelo empresário. A morte de Roberto Som ocorreu pouco mais de um ano após o falecimento trágico de seu filho Dário em um acidente de carro.
A família, os itiubenses e o mundo do entretenimento estão chocados com essa triste notícia. Em instantes mais informações.

Portal Formosa,seu portal de notícias - Fonte: Portal de Notícias.net

Camiseta faz noiva ser abandonada no dia do casamento


Uma imagem vem circulando nas redes sociais dá conta que uma simples camiseta pode ter sido a causadora de um divórcio. Tudo porque, para “prestigiar” a noiva, as amigas vestiram-na com uma camiseta com os seguintes dizeres: “Quem comeu, comeu, quem não comeu não come mais!”
A roupa, que tirou gargalhada dos convidados, ofendeu a honra do noivo que, aos prantos, deixou a festa já vestido a rigor e anunciou, uma hora depois, que desistira do casamento. E explicou: “não posso carregar aquela imagem de que minha noiva foi de outros antes de mim e veio me revelar isso exatamente no dia mais importante da minha vida”.
Inadvertidamente, a imagem da noiva ainda feliz com a “homenagem” das amigas foi estampada no Facebook, onde viralizou.
Você concorda com o noivo e seus argumentos ou acha que o passado e passado e a fila anda?

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Vereadora discursa sem calcinha em protesto a declaração machista de parlamentar

RTEmagicC_4999ee349c.jpg

Em discurso inusitado feito pela vereadora Lucimara Passos (PCdoB) na Câmara de Aracaju, na última terça-feira (25), a parlamentar criticou o colega Agamenon Sobral (PP), chamando-o de “criminoso” e o desafiou a lher dar “uma surra”.

No decorrer do discurso, Lucimara tirou uma calcinha do bolso, mostrou ao colegas e afirmou que estava sem a peça íntima em protesto contra o vereador Agamenon – que na semana passada teria chamado de vagabunda uma mulher que queria se casar sem calcinha e afirmou que ela merecia uma “surra”.

“Hoje vim com um vestido mais curto. Também trouxe a minha calcinha no bolso. Alguém pode me chamar de vagabunda? Alguém pode dizer que tenho de ser surrada?”, questionou fazendo com que a casa ficasse em silêncio.

Em seguida, a vereadora questionou os colegas. “Os senhores não podem me julgar, nem julgar uma mulher pela roupa que ela veste, em função da calcinha que usa ou se não usa. Isso não define o meu caráter. Será que vão me dar uma surra quando eu descer daqui?”.

Lucimara também pediu punição ao parlamentar que fez o pronunciamento. “Esse vereador já cometeu aqui vários crimes. Antes de chamar a mulher de vagabunda, dizer que merecia uma surra, disse que ia começar a andar armado, que a população tinha de se armar, que tinha de pendurar bandido de cabeça para baixo. E essa Casa não fez nada para puni-lo; tornou-se conivente com esse vereador; não disse a ele que ele não pode proceder dessa maneira”, disse.

Em resposta, o vereador contou aos veículos de comunicação de Aracaju que a colega estava querendo “aparecer” e pediu para ser “investigado”. “É direito do vereador contestar. Sobre a Comissão de Ética, quero que seja efetivada porque já cansei de provar várias vezes sobre tudo o que trato aqui. Não tenho medo. A vereadora pode vir para tribuna de calcinha ou sem, como quiser, o problema é dela.”

Fonte: Correio 24 Horas

Seguidores